João Doria anuncia retomada das obras da Linha 17- Ouro do Metrô com prazo de entrega em 2022

 

O trecho prioritário em construção terá 7,7 km, com oito estações, sendo sete em que as obras estão sendo retomadas, além da Morumbi, em fase final de construção

O Governador João Doria autorizou a retomada das obras civis da Linha 17-Ouro, que vai ligar o Aeroporto de Congonhas à rede de transporte sobre trilhos de São Paulo. Junto ao secretário de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, foi emitida a Ordem de Serviço para que a empresa Coesa Engenharia inicie de imediato as atividades para o acabamento da via e de sete estações, retomando assim as últimas atividades pendentes para a implantação da Linha 17.

Agora, a construtora irá apresentar o cronograma das atividades que serão executadas e o prazo previsto para a entrega das obras, não havendo óbices judiciais, é em 2022. Esse contrato foi feito para substituir o consórcio que reduziu o ritmo das obras da via e fabricação dos trens, levando o Metrô a rescindir o acordo para destravar o projeto. Duas novas licitações foram feitas: uma para as obras civis e outra para a fabricação dos trens, sistemas e portas de plataforma, em que as atividades foram retomadas no início de outubro.

A Linha 17-Ouro será uma importante ligação do Aeroporto de Congonhas com a malha de transporte sobre trilhos de São Paulo. Com 7,7 km e oito estações – sete em que as obras estão sendo retomadas, além da Morumbi, em fase final de construção, a Linha 17-Ouro terá integrações com a Linha 9-Esmeralda da CPTM na estação Morumbi e com a Linha 5-Lilás do Metrô na estação Campo Belo.

Por favor deixe seu like ou compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Gostou da nossa página? Compartilhe com seus amigos!